repete roupa!: semana 52 - A SEMANA FINAL: e o que acontece ano que vem?

quinta-feira, 28 de dezembro de 2017

semana 52 - A SEMANA FINAL: e o que acontece ano que vem?



bom, gente, nesse exato momento está acontecendo a semana 52 do meu desafio. a semana 52, no caso, sendo a última semana do ano representa o fim do meu desafio de repetir roupa por um ano, e aí eu tô aqui empacada com um blog que chama repete roupa e sem precisar mais repetir roupa a partir da semana que vem.

e agora, melzinha?
a roupa acabou
o blog sumiu
o povo deu unfollow
o ano terminou
e agora, melzinha?
e agora, galera?

nada disso acontecerá! se tem algo que não falta na minha cabeça é ideia desmiolada pra alimentar blog. 

nos últimos meses eu tive algumas ideias diferentes pra tentar dar um rumo legal a essa singela página a partir de 2018, mas me ative às mais factíveis pra mim no momento: alinhei tudo que deu certo esse ano com os objetivos que gostaria de alcançar pro ano que vem e que sei que conseguirei fazer - considerando que estarei trabalhando em outras escolas com carga horária diferente e minha rotina no geral vai mudar, preferi me ater ao simples do que querer mudar radicalmente meus hábitos só porque o ano mudou.

em 2017 eu fiquei o ano todo sem comprar supérfluos e repeti uma peça de roupa semanalmente, pra exercer minha criatividade, aprender a amar as roupas que eu já tinha, entender que o limite do meu guarda-roupa não é meu limite do cartão e sim minha capacidade de imaginar novos jeitos de usar o que eu possuo. deu certo? deu muito! usei todas as roupas que eu tinha, me livrei de bastante coisa durante o ano, não adquiri nada novo e nunca me senti frustrada ou sem ter o que vestir.
quanto ao resto dos supérfluos, não senti falta de comprar nada. nadíssima. mas a verdade é que existem coisas que acontecem independentemente de planejamentos, comprei ingressos pra shows, um maiô, meias, coisas pra minha cã matilda e mateirais pra dar aula.... tudo fora do planejado, mas necessário no momento (os shows não são necessários PER SE, mas acho experiências válidas pra se gastar dinheiro). também ganhei algumas coisas esse ano - um ano, inclusive, em que eu aprendi a dar o valor real aos presentes que ganhamos e trocamos em tantas datas sociais. quando a gente tá realmente prestando atenção a como consumimos e ao que compramos, presentes úteis ou bem pensados fazem toda a diferença. ganhei roupas de amigas e da minha mãe (que também me deu sapatos, algo que eu tava precisando mas não queria comprar, ia ficar com os meus fodidões até 2018), ganhei sabonetes e hidratantes de parentes e de mães de alunos, ganhei meu primeiro desodorante lush da minha irmã (e isso mudou minha vida, gente!!!) e depois, da própria lush, ganhei uns sabonetes maravilhosos. isso quer dizer que por algum tempo não preciso comprar sabonete nem hidratante, e esse é o tipo de presente que eu gosto: o presente que ao invés de acumular coisas na nossa casa substitui compras que teríamos que fazer. 

meus gastos fixos em 2017 foram: aluguel, gasolina, supermercado, internet, luz e spotify. não tenho celular pós-pago nem tv a cabo e divido o netflix com a família. pretendo continuar com os mesmos gastos fixos em 2018, e sigo pro meu segundo ano sem comprar supérfluos. mas, pohannn, melzinha, então nada vai mudar por aqui?

Ô SE VAI.

já sei que passo um ano sem comprar supérfluos sem problemas, então esse não é exatamente um desafio, né? e a ideia aqui é continuar mudando sempre. repetir roupa também já deixou de ser um desafio há alguns meses, risos, mas admito que pensar em e fotografar todos os meus visus semanalmente segue sendo desafiador, então continuo com isso. em 2018, ao invés de eleger uma peça de roupa semanalmente, vou eleger um tema semanal! OU IÉS, um ano inteirinho me vestindo tematicamente! podem sugerir os temas, inclusive, tô facinha.

além desses desafios, que são evoluções da ideia original do blog, me propus alguns objetivos simples pra uma vida mais sustentável, mais minimalista e mais consciente. 

OBJETIVOS GERAIS DO ANO
  • ter sempre uma ecobag de pano dobradinha na bolsa
  • ter sempre guardanapo de pano e garrafa de água na bolsa (hashis quando for necessário)
  • quando acabar, comprar delineador de marca natural (idem batons quando acabarem, mas acho que está meio longe de acontecer). nesse post do blog por favor menos lixo tem uma lista legal de marcas de maquiagem mais sustentáveis, mas ainda não pesquisei se vendem delineador. 
  • em casa, substituir o uso de papel toalha por guardanapos de pano e deixar o papel para uso somente quando necessário
  • quando todos meus produtos de limpeza acabarem, substituir por opções de marcas sustentáveis (nos comentários desse post do meu instagram tem várias sugestões de marcas) OU por produtos caseiros feitos de vinagre (no por favor menos lixo tem várias dicas maneiras, como nesse post, que fala sobre limpeza na cozinha, e nesse que fala sobre área de serviço)
  • substituir detergente por sabão de coco e, quando minhas esponjas acabarem, comprar uma vegetal
  • quando meus shampoos, condicionadores, sabonetes e hidratantes acabarem, quero comprar opções em barra, de matéria-prima natural e de marcas mais bacanas. já uso o desodorante em barra da lush e foi uma revolução na minha vida, quero trazer essa revolução pra todas as áreas da minha higiene pessoal (nesse post do por favor menos lixo tem umas sugestões bacanas, e nos comentários dessa foto também!)
  • quando fio dental e escova de dentes acabarem, trocar por opções mais sustentáveis (como escova de bambu e linha de algodão)
COMPRAS APROVADAS DE 2018 
  • câmera fotográfica (as que eu usei esse ano não eram minhas, quero poder fazer as fotos sozinha)
  • celular (passei o ano com celulares usados emprestados de outras pessoas, todos meio defeituosos - faziam o que tinham que fazer e só. quero um novo legal zerado, especialmente agora que tô passando mais tempo online com esse blog)
  • duas calcinhas absorventes
  • sofá
  • passaporte
  • renovar habilitação
  • aquele achado incrível de brechó que eu porventura possa encontrar por acidente do destino
  • gastos fixos: aluguel, luz, gastos com o carro (gasolina ipva, manutenções), internet, spotify, anticoncepcional, supermercado (ração de cachorro incluída), produtos de higiene e limpeza quando acabarem, desde que de marcas sustentáveis, e eventuais créditos pra celular
NÃO POSSO COMPRAR EM 2018
  • roupas, bolsas e sapatos (sapatos apenas para substituir algum que tenha estragado sem volta)
  • calcinhas e meias
  • cosméticos, esmaltes, produtos de beleza e cabelo
  • objetos de decoração (plantas inclusas), abajures, quadros
  • coisas da daiso
  • livros (apenas ebooks, quando não achar outra opção)
  • discos
  • coisas de cozinha
  • material de escritório (canetas, papel sulfite, papel rascunho, etc - tenho muito guardado e preciso usar tudo)
  • lente de contato e coisas relacionadas
  • bijuterias e óculos de sol
  • porrinhas eletrônicas no geral
  • tv a cabo, celular pós pago, apps pagos no celular, coisas gerais na internet
  • presentes pros outros (a não ser algo simbólico ou que eu saiba que a pessoa quer)
  • anúncios pro meu blog no instagram e facebook
posso gastar com experiências (shows, eventos, exposições, um cineminha vezenquando), desde que, né, eu tenha o dinheiro e não vá me endividar. também ainda me permito comer fora de vez em quando, e embora eu nem faça tanto isso, queria diminuir ainda mais e cozinhar mais e melhor em casa (porém odeio cozinhar e fica aí meu dilema). 

e é isso!

por aqui seguiremos com nossa programação semanal: toda segunda post de visu, e mais pra frente na semana textão sobre assuntos diversos - inclusive sobre minha experiência fazendo todos os objetivos aí de cima darem certo. em breve lanço no instagram uma enquete pra vocês me ajudarem a escolher o tema da primeira semana de 2018!

força e sorte pra todas nós e vem que vem, 2018!

7 comentários:

Monica Nobre disse...

Ola Mel :)
Algumas coisas ai eu já faço. E mudei gradualmente os meus hábitos. Demorou ai umas 3 semanas até mudar mesmo, para habituar, mas agora está tudo nos eixos. Alimentação, não comprar sem ser necessário, procurar alternativas, levantar cedo, exercicio. Acho que é uma questão de por as coisas na cabeça, gerir e organizar o tempo(e dinheiro) e manter o foco.
Espero que consigas o que queres :)

Nana disse...

Boas festas e feliz 2018!
Bj e fk c Deus
Nana - procurandoamigosvirtuais.blogspot.com.br

Anônimo disse...

Tambem irei te acompanha nessa tambem farei dois anos e colocarei uma lista de coisas que preciso aprovadas vla pela inspiração boa dorte pra nos

Karin Dreyer disse...

Xenty! Quando vc lê o blog da pessoa e aí no post novo tem um monte de referências ao seu blog (OMG) :D
Mta coisa legal! Vamos trocar ideia sobre make! Estou querendo aprimorar as técnicas do fazer em casa e tbm REALMENTE pesquisando sobre as marcas. Eu repito: REALMENTE. Tipo minuciosamente a lá post do copo rsrs.
Acho que roupa é um assunto constante, pois, enquanto for ilegal andar pelado, precisaremos de roupa. Além de ser uma forma de autoafirmação tbm. Pode ter sessão de upcycling, pode ter ideia para montar grupos de compartilhamento de roupas, visita à confecções e ate se aventurar a aprender a fazer peças e depois usar repetidamente ;) Aquela Tshirt que a gente repete, como é feita? A estampa de dinossauro que a gente AMA, como que faz? As reflexões sobre as dificuldades em repetir e propor um novo olhar para o "usar mais" ou "dar mais valor". Pq vc temos uma blusa guardada há anos no armário, quase não usamos, mas na hora de vender, queremos lucrar horrores em cima?
Vida longa ao Repete Roupa :)
bjs
Karin

Karin Dreyer disse...

Xenty! Quando vc lê o blog da pessoa e aí no post novo tem um monte de referências ao seu blog (OMG) :D
Mta coisa legal! Vamos trocar ideia sobre make! Estou querendo aprimorar as técnicas do fazer em casa e tbm REALMENTE pesquisando sobre as marcas. Eu repito: REALMENTE. Tipo minuciosamente a lá post do copo rsrs.
Acho que roupa é um assunto constante, pois, enquanto for ilegal andar pelado, precisaremos de roupa. Além de ser uma forma de autoafirmação tbm. Pode ter sessão de upcycling, pode ter ideia para montar grupos de compartilhamento de roupas, visita à confecções e ate se aventurar a aprender a fazer peças e depois usar repetidamente ;) Aquela Tshirt que a gente repete, como é feita? A estampa de dinossauro que a gente AMA, como que faz? As reflexões sobre as dificuldades em repetir e propor um novo olhar para o "usar mais" ou "dar mais valor". Pq vc temos uma blusa guardada há anos no armário, quase não usamos, mas na hora de vender, queremos lucrar horrores em cima?
Vida longa ao Repete Roupa :)
bjs
Karin

TatianaS disse...

Conheci seu instagram e dele vim pro blog, adorei a ideia, já não sou uma pessoa que gosta de comprar roupas, estou pensando em fazer um diário fotográfico pra me inspirar a usar as coisas que tenho também!! Mas sou uma viciada em cosméticos, e quero que 2018 seja o meu ano de reabilitação, quero usar tudo (mas acho q tem pra mais de ano)!
Obrigada por ter sido uma inspiração pra mim nessas poucas semanas em que te acompanho, e se precisar bater um papo virtual to aqui!!
Beijos!

Adriana Nascimento disse...

Ai que legal suas resoluções Mel, muito inspirador. Também estou tentando essa saga de minimalismo. A ecobag na bolsa, por exemplo, eu já uso faz alguns meses. Acho que tudo é um processo que vai acontecendo aos pouquinhos... Ainda compro roupas, mas sobretudo em viagens quando encontro coisas bacanas e por ótimos preços, até porqueainda estou tentando me encontrar em termos de estilo. Tenho uma contagem de roupas e acessórios que quero diminuir drasticamente esse ano (estou em 105 peças de roupa por exemplo). Você faz essa contagem?

Ah, outra coisa, também tenho bastante dúvida sobre tecidos. Cada vez mais difícil encontrar roupas que não sejam de poliéster e sejam de fibras naturais por preços camaradas...